Em quatro meses, programa Mães de Goiás entrega quase 70 mil cartões em 90 municípios goianos

Apenas em dezembro de 2021, 25,6 mil mães são contempladas em 33 municípios do Estado. “Esse programa não é transitório. Enquanto o filho de vocês não alcançar seis anos, ele receberá todo mês R$ 250 para alimentação”, diz governador Ronaldo Caiado, durante distribuição de benefício. Programa vai atender 100 mil mães vulneráveis e terá aporte de R$ 219 milhões, por meio do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege Goiás)

Governador Ronaldo Caiado durante entrega dos cartões do Mães de Goiás

O governador Ronaldo Caiado e a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, iniciaram, em setembro de 2021, as entregas dos cartões do programa Mães de Goiás. O benefício social contempla com R$ 250, mães com filhos de até seis anos de idade, em situação de vulnerabilidade social. Até o fim de dezembro, já serão aproximadamente 70 mil famílias beneficiadas em 90 municípios goianos.

“As mães de Goiás, com crianças de zero a seis anos de idade, não tinham, até o momento, nenhum apoio, do ponto de vista de ajuda financeira, para alimentação correta dos seus filhos”, afirmou o governador Ronaldo Caiado. Durante as entregas, em dezembro, Caiado frisou que o Estado tem a função de cuidar das pessoas. “Não tem nada mais gratificante no mundo do que governar sabendo que o foco principal é a pessoa, o cidadão, os 7,2 milhões de goianos”, disse.

O programa, instituído pelo Governo de Goiás e desenvolvido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), vai atender cerca de 100 mil mães, em um calendário progressivo, nos 246 municípios do Estado. O dinheiro deve ser utilizado para comprar alimentos e medicamentos para as crianças. O aporte total será de R$ 219 milhões, por meio do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege Goiás).

Em dezembro, o governador, juntamente com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS), a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), o Gabinete de Políticas Sociais (GPS), a Secretaria de Estado da Retomada (Retomada), a GoiásFomento e outras pastas, realizaram uma força-tarefa para que mais mães recebessem o auxílio até o final do ano. Apenas no último mês de 2021, são 25,6 mil mães contempladas em 33 municípios do Estado.

Segurança alimentar
O Mães de Goiás visa garantir segurança alimentar, fomentar renda, oferecer qualidade de vida e assegurar a permanência das crianças nas escolas, além de movimentar a economia dos municípios goianos. Caiado assegurou que o Mães de Goiás é uma política social instituída no Estado em prol das famílias goianas. “Acreditem: esse programa não é transitório. Enquanto o filho de vocês não alcançar seis anos, ou os outros que vierem, ele receberá todo mês R$ 250 para alimentação”.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Wellington Matos, ressaltou o trabalho realizado pelo Governo de Goiás, principalmente na área social. “Ronaldo e Gracinha Caiado vêm vencendo os obstáculos e estão fazendo Goiás avançar cada vez mais, principalmente na área social, com ações que somam mais de R$ 1,1 bilhão de reais em investimentos”, salientou.

A primeira-dama Gracinha Caiado, uma das idealizadoras do Mães de Goiás, destacou que o programa dialoga com o plano estratégico da área social da administração do Estado e garante renda extra a quem mais precisa do poder público. "Investir nas mães de Goiás é investir em todo o Estado. Investir em nossas mães é investir na primeira infância e na família goiana", enfatizou.

 

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.