Seds visita comunidades do Vale do Araguaia impactadas com cancelamento da Temporada

O governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) percorreu os municípios de São Miguel do Araguaia e seu distrito de Luís Alves, Nova Crixás, Britânia, Aruanã, Baliza, Aragarças e Mundo Novo, para avaliar os impactos causados pela pandemia de Covid-19 nessas cidades e também pelo cancelamento dos eventos e visitações da Temporada do Araguaia.

Segundo a superintendente de Desenvolvimento, Assistência Social e Inclusão, Luiza Vitor, o intuito dessas visitas é levantar dados sobre a população vulnerável. “A região do Vale do Araguaia foi impactada pelo cancelamento da realização dos eventos da chamada Temporada do Araguaia. Iniciamos esse estudo com alguns dados coletados e, agora, viemos aos municípios. Faremos visitas a comunidades e pontos turísticos para identificar esses impactos. Posteriormente, o governo vai avaliar a melhor forma de aplicação e destinação dos benefício sociais para a região”, explica ela. 

Equipes da Superintendência da Mulher e da Igualdade Racial, também da Seds, também fizeram o percurso para visitar, em especial, as comunidades tradicionais e indígenas. Conforme explica a superintendente Rosi Guimarães, foi feito um mapeamento em todo o estado das comunidades tradicionais existentes. “Nessa visita a municípios do Vale do Araguaia pudemos ver que em Aragarças existe mais uma comunidade indígena. Ela possui aproximadamente 40 membros e será incluída no catálogo oficial, para que possa também ser assistida pelo governo de Goiás, dentro dos programas de prevenção e combate à Covid-19.”

Foram entregues às comunidades visitadas máscaras de proteção facial para evitar o contágio da Covid-19.

 

Apoio ao turismo

A Seds participou, neste mês de julho, de duas reuniões com o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o procurador do Ministério Público André Luís Duarte e representantes do Sebrae, em busca de soluções para a crise do setor turístico do Vale do Araguaia.

Ficou acertado que a Seds levantaria esses dados para diagnosticar as áreas mais afetadas e, assim, poder ser apresentadas alternativas aos prefeitos dos municípios da região.

“Após ser feito esse diagnóstico, vamos buscar junto à Secretaria de Agricultura mais apoio para promover a agricultura na região. E o Sebrae vai intensificar os cursos de qualificação profissional nesses municípios que, sem o turismo, ficaram sem a sua principal fonte de renda. Além disso, o MP vai buscar apoio da Organização Internacional do Trabalho. Serão várias frentes de recursos”, explica o presidente da Goiás Turismo.

A secretária Lúcia Vânia ressalta que as visitas da equipe técnica da área social da Seds fazem parte do processo de capacitar as prefeituras na otimização do uso de recursos públicos destinados pelos governos estadual e federal para combate à Covid-19.