Seds reúne servidores técnicos do socioeducativo

Servidores elogiaram abertura ao diálogo e fizeram sugestões ao projeto de reformulação da gestão das unidades

Dando continuidade ao diálogo aberto para as mudanças que o Governo de Goiás pretende implementar no Sistema Socioeducativo goiano, a secretária Lúcia Vânia voltou a conversar nesta terça-feira (18) com os servidores da área. O encontro desta vez reuniu os servidores técnicos das unidades do sistema e foi realizado no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), em Goiânia.

Na abertura, a secretária falou da importância do engajamento de todos os servidores para o sucesso das mudanças pretendidas no sistema. “Tenho dito que a transformação do socioeducativo num lugar de recuperação e reinserção de fato da nossa juventude não é um projeto meu, é um projeto nosso, de vocês, das famílias e da própria sociedade. Mas vocês são por certo o elemento mais fundamental nesse processo, junto com os nossos jovens”, disse a secretária.

Na sequência, a secretária passou a palavra ao professor Altair dos Santos, do Centro de Estudos, Pesquisa e Extensão do Adolescente (Cepea) da UFG. Ele coordena um programa de cursos voltados ao socioeducativo goiano, já em execução, numa parceria entre a Seds e a UFG. O professor chamou a atenção de todos para uma mudança de visão no atendimento aos jovens abrigados nas unidades.

“Ou o socioeducativo passa por um processo de humanização ou ele não pode ser considerado mais socioeducativo. Ninguém vai escapar da violência, precisamos de um pacto civilizatório por uma cultura de paz”, disse o professor. Ao final da palestra de Altair dos Santos, o chefe de gabinete da Seds, Murilo Mendonça, coordenou a conversa com os servidores.

Propostas

Ele adiantou algumas das ideias que estão sendo preparadas para mudar a gestão das unidades do CASE (Centro de Atendimento Socioeducativo). Segundo Mendonça, além das mudanças estruturais, todas as unidades serão informatizadas, com instalação de internet, sistema de câmeras e radiocomunicação. “Tudo isso já está em processo licitatório”, frisou.

As inovações vão contemplar também maior controle do dia a dia das unidades, mudança em metodologias de gestão e capacitação de pessoal, investimento em escola de tempo integral dentro de todas as unidades e atividades complementares de esporte, lazer, cultura e cursos profissionalizantes para os menores.

Murilo Mendonça deu voz e anotou várias sugestões dos servidores. Eles elogiaram a iniciativa da secretária Lúcia Vânia de ouvi-los e apresentaram  pedidos, principalmente, em relação à integração de pessoal, mudanças na Gratificação de Atividade Socioeducativa e plano de cargos e salários específicos para a categoria.

Ao final, sugeriram ainda a criação de uma comissão dos servidores para manter o diálogo frequente com o gabinete da Seds sobre as mudanças em estudo. Mendonça concluiu dizendo que todas as propostas serão repassadas aos servidores quando consolidadas com a secretária Lúcia Vânia.