Cadastro Único

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único) é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda.

Trata-se de uma importante ferramenta para a articulação da rede de promoção e proteção social e também um mecanismo fundamental para a integração das iniciativas de diversas áreas e em todos os âmbitos da federação que visam promover a inclusão social. Para efeito do cadastro, são consideradas famílias de baixa renda aquelas que possuem renda mensal por pessoa (renda per capita) de até meio salário mínimo ou renda familiar total de até três salários mínimos.

Com o CadÚnico, é possível conhecer a realidade socioeconômica das famílias de baixa renda do estado, a partir de informações sobre todo o núcleo familiar,das características do domicílio, as formas de acesso a serviços públicos essenciais e, também, dados de cada um dos componentes da família.

O Cadastro Único é coordenado nacionalmente pelo Ministério da Cidadania e pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social em Goiás. O cadastramento não significa a inclusão automática da família nos programas sociais, inclusive no Programa Bolsa Família. A seleção e o atendimento da família por esses programas ocorrem de acordo com os critérios e procedimentos de cada um deles.

Quem pode e deve fazer

Famílias com renda mensal de até ½ salário mínimo per capita ou até 3 salários mínimos mensais na renda total familiar.

Alguns Programas Sociais que utilizam a base de dados do Cadastro Único:

  • Jovem Aprendiz
  • Minha Casa Minha Vida
  • Programa Passe Livre
  • Aposentadoria para donas de casa de baixa renda
  • Programa Bolsa Verde
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Telefone Popular
  • Isenção de taxa para concursos públicos
  • Brasil Alfabetizado
  • Programa Bolsa Família
  • Assentados e Acampados do INCRA
  • Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)
  • Carta Social
  • Carteira do Idoso

Atualizar o Cadastro Único quando ocorrer as seguintes alterações:

  • Composição Familiar
  • Endereço
  • Renda Familiar
  • Criança cursando educação infantil
  • Mudança de escola/ Criança que completou 6 anos e entrou pra escola
  • Quando recebe o cartão pela 1ª vez

Todo Cadastro tem que ser atualizado no máximo de 2 em 2 anos.

Local de atualização do Cadastro Único: No município em que reside. Geralmente a Coordenação Municipal do Cadastro Único e Bolsa Família está localizada na Secretaria Municipal de Assistência Social ou no CRAS.

Coordenação Estadual do Cadastro Único e Bolsa Família

Contatos: (62) 3201-1975
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Atribuições da Coordenação Estadual do Cadastro Único e Bolsa Família:

  • Promover ações que viabilizem a gestão intersetorial, na esfera estadual;
  • Promover ações de sensibilização e articulação com os gestores municipais;
  • Apoio técnico-institucional aos Municípios;
  • Disponibilizar serviços e estruturas institucionais, da área da assistência social, da educação e da saúde, na esfera estadual;
  • Apoiar e estimular o cadastramento e a atualização cadastral pelos Municípios;
  • Estimular os Municípios para o estabelecimento de parcerias com órgãos e instituições municipais, estaduais e federais, governamentais e não governamentais, para oferta dos programas sociais complementares; e
  • Promover, em articulação com a União e os Municípios, o acompanhamento do cumprimento das condicionalidades.
  • Realizar atividades de capacitação que subsidiem o trabalho dos municípios na gestão e operacionalização do Cadastro Único e Bolsa Família.

Acesse o Cadastro Único